Água alcalina: conheça seus benefícios e riscos

Descubra neste artigo que é água alcalina e quais seus benefícios e riscos.

Você pode ter escutado diversas explicações de saúde a respeito da água alcalina. Embora algumas pessoas digam que ela pode auxiliar a desacelerar o processo de envelhecimento, fazer a regulação do nível de pH do corpo e evitar doenças crônicas como o câncer.

Mas o que é a água alcalina, e por qual motivo ela ganhou toda essa atenção?

O “alcalino” na água alcalina se diz ao seu nível de pH. O nível de pH é um número que diz o grau de acidez de uma composição em uma escala de 0 a 14. Por exemplo, uma substância com um pH de 1 seria extremamente ácido e uma substância com um pH de 13 seria extremamente alcalino.

A água alcalina possui um nível de pH mais alto do que a água potável comum. Por isso, diversos usuários dessa água crêem que ela é capaz de tornar neutro o ácido em seu organismo.

A água potável normal em geral tem um pH neutro de 7. Portanto essa substância alcalina costuma ter um pH de 8 ou 9. No entanto, o pH por si só não é o bastante para trazer a alcalinidade substancial à substância.

A água também deve ter minerais alcalinos e capacidade de redução de oxidação negativa (RON). O RON é a competência da água de agir como um pró ou antioxidante. Quanto maior for o número negativo do valor de RON, mais antioxidante essa substância será.

Ela funciona de verdade?

A água alcalina é um tanto controversa. Diversos estudiosos da saúde falam que não existem pesquisas o bastante para apoiar as diversas alegações de saúde realizadas por quem o usa e o vende. Diferenças nos resultados dos estudos podem estar ligadas aos tipos de pesquisas sobre essa água.

De acordo com a Clínica Mayo, a água ‘normal’ é melhor para grande parte das pessoas. No entanto, eles dizem que não existem evidências científicas que comprovem completamente os benefícios ditos pelos consumidores deste tipo de água.

Apesar disso, há algumas pesquisas que apontam que essa substância especifica pode ser útil para algumas situações.

Pesquisas

Uma pesquisa de 2012 descobriu que beber água alcalina direto de um poço artesiano carbonatada de forma natural e com um pH de 8,8 é capaz de auxiliar a desligar a pepsina, a principal enzima causadora do refluxo ácido.

Outra pesquisa disse que consumir água ionizada alcalina pode ter benefícios para indivíduos que sofrem com pressão alta, diabetes e colesterol alto.

Uma pesquisa mais recente, que contou com 100 pessoas, descobriu uma diferença interessante na viscosidade do sangue total após ingerir água com pH alto quando comparado com a água comum depois de um exercício exaustivo. Viscosidade é a medida direta de quão eficiente o sangue corre pelos dos vasos sanguíneos.

Os participantes que ingeriram água com alto pH diminuiram a viscosidade em 6,3%, em comparação a 3,36% com a água potável e purificada comum. Isso quer dizer que o sangue correu de forma mais eficiente com água alcalina. Isso pode aumentar a entrega de oxigênio por todo o organismo.

No entanto, é necessário mais estudos além dessas pequenas pesquisas. Em particular, é preciso mais estudos para responder a outras garantias realizadas por apoiadores da água alcalina.
Apesar da falta de estudos científicos comprovados, os seus bebedores ainda crêem nos benefícios de saúde. Esses são:

  Propriedade antienvelhecimento (por meio de antioxidantes em forma liquida que absorvem de maneira mais rápida no organismo humano), Propriedades de limpeza do cólon, Apoio ao sistema imunológico, Hidratação, saúde da pele e outras características desintoxicantes, Perda de peso, Resistência ao câncer.   Eles também alegam que os refrigerantes, que são evidentemente ácidos, têm RON muito positivo, leva a diversos problemas de saúde, enquanto as águas devidamente ionizadas e alcalinizadas têm RON altamente negativos.

Possíveis efeitos colaterais e riscos da água alcalina

Apesar de a água potável alcalina seja tida como segura, ela é capaz de ter efeitos colaterais negativos. Alguns exemplos de efeitos colaterais indesejados incluem a queda da acidez natural do estômago, que auxilia a eliminar as bactérias e a expelir outras bactérias indesejáveis ​​da entrada nos vasos sanguíneos.

Além disso, um excesso de alcalinidade no corpo pode gerar problemas gastrointestinais e irritações na epiderme e a alta alcalinidade é também capaz de alterar o pH normal do organismo, o que leva à alcalose metabólica, um transtorno médico que pode resultar nos seguintes sintomas:

·Náusea,

·Vômitos,

·Tremores nas extremidades do corpo,

·Espasmos musculares,

·Formigamento nas mãos e pés ou face,

·Confusão.

A alcalose também é capaz de causar uma queda do cálcio livre no corpo, o que pode trazer efeitos para a saúde óssea. No entanto, a origem mais comum de hipocalcemia não é de ingerir água alcalina em excesso, mas de possuir uma glândula paratireóide hipoativa. 

Natural ou artificial?

A água que é naturalmente alcalina da-se quando passa sobre pedras – como fontes – e absorve minerais, que irão aumentar o seu nível alcalino.

No entanto, várias pessoas que consomem água alcalina adquirem a água que passou por um processo químico conhecido como eletrólise.

Essa técnica usa um produto chamado ionizador para aumentar o pH da água comum. Produtores de ionizadores garantem que a eletricidade é utilizada para separar moléculas na água que são mais ácidas ou mais alcalinas. A água ácida é então descartada.

Do mesmo modo, vários médicos e estudiosos dizem que essas afirmações não são apoiadas por estudos de alta qualidade. A qualidade da água da fonte natural, antes da ionização, é fundamental para atestar que os contaminantes não se encontrem presentes na água potável.

Alguns cientistas recomendam o uso de osmose reversa para purificar adequadamente a água antes de conectar um ionizador alcalino, que pode aumentar o pH e adicionar minerais.

Um estudo publicado pela World Health Organization adverte contra água potável com baixo conteúdo mineral, criada por osmose reversa, destilação e outros métodos (sem mineralização adicional) regularmente.

Onde você a encontra?

Água alcalina pode ser comprada em muitas mercearias ou lojas de alimentos naturais. Também pode ser encontrado online.

Os ionizadores de água também são vendidos em muitas grandes cadeias de lojas.

Você também pode fazer o seu próprio em casa. Embora os sucos de limão e lima sejam ácidos, eles contêm minerais que podem criar subprodutos alcalinos, uma vez digeridos e metabolizado, por exemplo.

Como fazer água alcalina em casa?

Adicionar um pouco de limão ou lima a um copo de água pode tornar a água mais alcalina à medida que o corpo a digere. Adicionar gotas de pH ou bicarbonato de sódio é outra maneira de tornar a água mais alcalina.

Se a água for filtrada adequadamente para remover contaminantes, ionizada e re-mineralizada ou comprada de uma fonte de qualidade. De fato, não há evidências que sugiram uma limitação da quantidade de água alcalina que pode ser consumida diariamente.

É seguro?

Beber água alcalina natural é geralmente considerado seguro, pois contém minerais naturais.

Entretanto, você deve ter cuidado com essa água artificial, que provavelmente contêm menos minerais bons do que o seu alto pH, e você pode conter contaminantes. Também tenha em mente que beber muito dessa substância pode deixá-lo deficiente em minerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *