Libido: Como aumentar de forma natural?

Libido. Existem diversos fatores que podem influenciar no desejo sexual, mas como aumentar a libido sem prejudicar a saúde?

Você e seu parceiro merecem aproveitar o momento a dois, mas isso pode não ser fácil, ainda mais se você está sofrendo com um baixo desejo sexual. Antes de tudo é necessário entender o que está causando o problema para que o tratamento seja realizado de forma correta, sendo possível aumentar a libido de forma natural, sem trazer maiores prejuízos à saúde.

É normal que a produção dos hormônios sexuais masculinos (testosterona) , assim como o femininos (estrogênio) caia depois dos 20 anos de idade. Descubra as causas e o que fazer quando o desejo sexual é baixo. 

Depressão, estresse e ansiedade – Libido

A depressão, estresse, bem como, a ansiedade são as causas mais comuns da falta de desejo sexual. Com o dia a dia, é quase impossível não se sentir estressado, mas existem formas de aliviar esse sentimento, como:

  • Meditação: a meditação tem ganhado cada vez mais atenção por não apenas aliviar o estresse, mas também por trazer várias vantagens como melhora da cognição e do sistema imunológico, assim como, melhora da memória e da qualidade do sono;
  • Atividades físicas regulares: praticar exercícios físicos todos os dias auxilia no tratamento da depressão, estresse, bem como a ansiedade;
  • Tenha acompanhamento psicológico e psiquiatra: Por mais que existam maneiras naturais de tratar esses problemas, é essencial que a pessoa tenha o acompanhamento de um psicólogo e psiquiatra. É necessário ter profissionais que o ajude a superar esses problemas de uma vez por todas. 

Fumar diminui a libido

Parar de fumar! Fumar tem diversos efeitos na vida sexual, assim como:

  • Aumenta os danos no DNA, devido ao estresse nas células dos espermas;
  • A produção de esperma é menor, bem como, a sua qualidade inferior ao de um não fumante, um dos efeitos que fumar traz ao esperma é a diminuição de sua mobilidade;
  • Aumenta as chances de se tornar impotente sexual;
  • Atrapalha a circulação e prejudica os vasos sanguíneos, assim como a ereção depende da quantidade de sangue nos corpos cavernosos do pênis, a circulação sanguínea ruim pode resultar em uma disfunção erétil;
  • Diminui a fertilidade.

Deixar esse hábito no passado pode ajudar a aumentar a libido!

Problemas no relacionamento também pode ser um outro fator de sua baixa libido.

Mas então, como posso aumentar a libido?

Não se preocupe em comer os famosos alimentos afrodisíacos

Em geral, alimentos e bebidas não têm nenhum impacto na vida sexual, ao invés disso procure comer alimentos nutritivos, assim como manter uma dieta balanceada. Se você não abre não dos alimentos afrodisíacos, experimente que trazem uma maior sensualidade, como ostras, morangos, bem como pêssegos.

Se exercite antes do sexo

Praticar atividades físicas antes do ato sexual aumenta a libido uma vez que ajuda a pessoa a se sentir mais confiante e em contato com seu próprio corpo, isso pode fazer com que você se sinta mais energizado e confiante na cama. Além disso, a prática diária de exercícios físicos auxilia no tratamento da depressão, estresse e ansiedade.

Procure um estimulante sexual natural

No mercado estão disponíveis diversos estimulantes sexuais naturais que buscam aumentar a libido. Procure pelos que contém zinco e niacina (vitamina B3) em sua fórmula, uma vez esses componentes auxiliam na produção e equilíbrio dos hormônios sexuais. 

Preste atenção a como seu corpo reage ao seu anticoncepcional

Independentemente se você faz o uso de pílula, adesivo, DIU ou implante, você está colocando hormônios no organismo e seu apetite sexual pode ser afetado. A experiência de cada mulher é diferente, portanto faça exames hormonais e preste muita atenção ao seu corpo antes e após começar a utilizar esse tipo de método contraceptivo e compare, experimente métodos diferentes e veja qual funciona melhor para o seu corpo.

Lide com o estresse e ansiedade

O estresse e ansiedade são os maiores vilões da vida sexual de qualquer pessoa. Quando se está estressado é difícil conseguir ter foco e concentração no ato sexual e se não for resolvido, esse problema pode se tornar uma bola de neve. Olhe para esses sentimentos como um lembrete para mudar seu estilo de vida.

Pule o vinho 

Apesar de algumas taças de vinho ajudar a relaxar e criar um clima sensual, bebidas alcoólicas podem, na verdade, atrapalhar na hora H. Um estudo da Universidade de Missouri realizou um estudo com 3.000 pessoas e descobriu que, quando embriagadas, 11% dessas pessoas não foram capazes de atingir o orgasmo e 7% não mostraram nenhum desejo sexual. Dentre as mulheres pesquisadas, 33% experimentaram algum tipo de disfunção sexual após consumir álcool. 

Mas por que isso acontece? O álcool na verdade entorpece a parte do sistema nervoso que controla e lida com o orgasmo, então mesmo que aja a relação sexual, esse ato pode não ser nada prazeroso.  Ou seja, se seu objetivo é aumentar a libido, beber não é a resposta. 

Tome suplementos de Ômega 3

Ômega 3 é fonte deácidos graxos essenciais e como o organismo humano não produz essa gordura é necessário obtê-la através da suplementação.  O Ômega 3 não apenas faz bem ao cérebro e ao coração, como também pode atuar no tratamento da depressão e melhora a circulação sanguínea, um fator importante para a vida sexual uma vez que a sensibilidade, ereção e lubrificação depende do fluxo de sangue nas regiões genitálias.

Seis tipos de medicamentos que podem diminuir a libido

Existe também outros fatores que pode diminuir seu desejo sexual e se você busca aumentar a libido é necessário olhar atentamente tudo que é colocado em seu organismo, desde alimentos, bebidas e até remédios! Conheça alguns tipos de medicamentos que podem contribuir para uma vida sexual insatisfatória. 

Medicamentos

  • Pesquisas recentes descobriram que medicamentos para calvície pode diminuir seu desejo sexual! Medicamentos como a finasterida (também prescrito no tratamento de problemas na próstata como o câncer) causam disfunção erétil, diminui a sensibilidade e dificulta o orgasmo. Esses sintomas tendem a sumir uma vez que é encerrado o tratamento com essa droga.
  • Antidepressivos também podem diminuir a vontade de ter relações sexuais! Antidepressivos como SSRIs, MAO e tricíclicos podem ter um efeito negativo em sua vida sexual já que um de seus efeitos colaterais é a frigidez, dificuldade em manter a ereção e diminuição da libido. É importante conversar com seu médico antes de decidir por si só parar o tratamento ou mudar a medicação.
  • Medicamentos utilizados no tratamento da epilepsia, como a carbamazepina, causam impotência sexual. bem como a baixa libido
  • Medicamentos para pressão alta também pode ter um impacto negativo no desempenho sexual. É importante aprender maneiras de abaixar a pressão sanguínea com mudanças no estilo de vida, suplementos nutricionais e até mesmo ervas.  
  • Mudanças no estilo de vida podem também ser necessárias se você toma remédios para úlcera gástrica e refluxo. Técnicas que podem ajudar a lidar com o estresse e uma mudança na dieta podem ajudar. 
  • Benzodiazepinas são normalmente prescritos para ansiedade, ataques de pânico, insônia, bem como, a depressão. Esse medicamento tem como efeito colateral a frigidez e o baixo desejo sexual

Baixa libido e impotência sexual

Geralmente, a baixa libido existe separadamente da impotência sexual. Impotência sexual significa não ser capaz de ter ou manter a ereção a fim de ter uma relação sexual satisfatória. Além disso, a baixa libido pode ser resultado da impotência sexual.

Não ser capaz de ter ou manter a ereção pode trazer um sentimento de culpa, vergonha ou até mesmo estresse, gerando problemas na relação.

Você passa tempo suficiente no sol?

Se a resposta for não, a razão para seu baixo desejo sexual pode ser a falta de vitamina D no organismo. Vitamina D é produzida quando a pele é exposta a luz solar e a deficiência essa vitamina no organismo pode causar a disfunção erétil e a luz solar também aumenta os níveis de testosterona.

Outra maneira de colocar em seu corpo a quantidade diária necessária para é através de suplementos em cápsulas.

Seu peso pode estar entrando no caminho

Estar acima do peso pode levar a impotência sexual, bem como o baixo desejo sexual. Manter o peso indicado é essencial para aumentar a libido.

Consulte um terapeuta especializado

Outro passo essencial para quem deseja aumentar a libido é fazer um acompanhamento psicoterapêutico com um especialista, ajudando a melhorar a relação sexual. Terapia em casal tende a ser ainda mais eficaz, uma vez que o terapeuta irá conversar com você e sua parceira, auxiliando na melhora da vida sexual e as sessões vão ajudar a achar as melhores soluções e ambos irão aprender como lidar com a situação.

Falar abertamente sobre o problema é a melhor forma de resolvê-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *